Por pressão muçulmana, Barcelona e Real Madrid podem excluir cruz do escudo

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dois grandes clubes mundiais, Barcelona e Real Madrid, ambos da Espanha, podem adaptar os seus escudos depois de décadas em que foram criados. O motivo seria a pressão do mundo muçulmano, já que muitos de seus adeptos são torcedores dos times, segundo informações do Instituto Gateston, empresa que monitora movimentos muçulmanos no mundo. 
 
Na Espanha, país de maioria cristã, houve rejeição em relação à ideia. As equipes ainda não se pronunciaram sobre o assunto. 
 
O Real Madrid tem a empresa áerea, Emirate Airlines, como principal patrocinador. A Companhia é dos Emirados Árabes Unidos, com 76% da população muçulmana. A ideia é 
de que no escudo, que foi criado em 1920, seja retirada a cruz que fica no alto da coroa.
 
Algo parecido pode ocorrer com o escudo do Barcelona. O time catalão tem o patrocínio da Qatar Foundation, empresa do Qatar, também país muçulmano. Com o ajuste, o Barcelona perderia a cruz vermelha, que fica do lado esquerdo. No local, ficaria uma barra vertical vermelha.
 
Não foi divulgado quanto cada patrocinador oferta para cada um dos clubes.
 

Última atualização em Ter, 05 de Novembro de 2013 17:40